005 - UM DIA NÃO... É HOJE!

Existem momentos durante o decorrer da nossa vida que sentimos chegar em um limite. Já aconteceu com você?

UM DIA NÃO... É HOJE!

TEXTO: Mateus 14:22-33
22. Logo em seguida, Jesus insistiu com os discípulos para que entrassem no barco e fossem adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia a multidão.
23. Tendo despedido a multidão, subiu sozinho a um monte para orar. Ao anoitecer, ele estava ali sozinho,
24. mas o barco já estava a considerável distância da terra, fustigado pelas ondas, porque o vento soprava contra ele.
25. Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar.
26. Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: "É um fantasma! " E gritaram de medo.
27. Mas Jesus imediatamente lhes disse: "Coragem! Sou eu. Não tenham medo! "
28. "Senhor", disse Pedro, "se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas".
29. "Venha", respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de Jesus.
30. Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: "Senhor, salva-me! "
31. Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: "Homem de pequena fé, porque você duvidou? "
32. Quando entraram no barco, o vento cessou.
33. Então os que estavam no barco o adoraram, dizendo: "Verdadeiramente tu és o Filho de Deus".

INTRODUÇÃO:
• Existem momentos durante o decorrer da nossa vida que sentimos chegar em um limite. Já aconteceu com você?
• Seja ele um limite profissional, onde você talvez já conseguiu alcançar o “teto” da sua área de conhecimento ou atuação...
• Ou talvez algum limite relacionado ao sua vida espiritual/relacionamento com Deus onde você sentiu que já não estava mais conseguindo fluir além, ou até mesmo romper limites pessoais de busca...
• Dentro do ser humano existe uma força desconhecida pela maioria de nós que só é acionada quando o nosso corpo se encontra em situações de extremo risco...
• Alguns chamam este “fenômeno” de Último Suspiro, quando o seu corpo entra em estado de alerta e todos os seus impulsos e forças são direcionados em um esforço muito grande para romper um determinado limite, o que pode levar seu corpo a exaustão extrema.
• Quando somos expostos a estes limites, nos colocamos em momentos de maior vulnerabilidade, uma vez que todas as nossas energias e barreiras foram rompidas.
• Nós somos seres celestiais tendo uma experiência terrena, fomos criados a esfera sobrenatural. Esta é a nossa essência.
• Os limites durante um bom tempo em nossas vidas acabam se tornam apenas uma referência de onde devemos chegar um dia, como por exemplo:
• Um dia terei este nível de intimidade com Deus;
• Um dia fluirei neste nível no profético;
• Um dia minha célula frutificará exponencialmente;
• Quem sabe no futuro eu consigo ser maduro e estável;
• Quem sabe um dia eu me torne referência nisso ou naquilo;

• Mas quando Deus olha para mim e para você, ele não olha somente quem somos hoje... O ser limitado, cheio de falhas, inconstante, mentiroso, arrogante e etc...
• Quando Deus olha para nós, Ele contempla quem você e eu somos nEle. Ele olha para a nossa “versão final”... quem realmente nós fomos criados para ser...
• Como o Apóstolo Paulo diz em sua carta aos Romanos: “Toda a natureza criada aguarda, com grande expectativa, que os filhos de Deus sejam revelados” (Romanos 8.19).
• Todos nós temos dentro de nós uma natureza divina que é capaz de nos levar adiante quando não temos força e precisamos nos apoderar desta verdade encorajadora.
• Fomos criados a imagem e semelhança do nosso Pai Celestial, e possuímos o seu Espírito Santo dentro de nós, por isto não devemos aceitar nada menos que o romper de barreiras e limites.
• O próprio Jesus disse aos seus discípulos: “Jesus olhou para eles e respondeu: Para o homem é impossível, mas para Deus não; todas as coisas são possíveis para Deus.” (Marcos 10.27).
• Pois quando o homem decide colocar um ponto final, Deus coloca uma vírgula!
• A nossa fé depositada nEle pode nos levar muito além de todos os limites que o homem tem capacidade de chegar.

Para deixar as desculpas de lado e romper seus limites:

1. OUSE SE ARRISCAR NO “IMPOSSÍVEL” COM JESUS
• "Venha", respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de Jesus. (v. 29).
• Um fato engraçado é que os discípulos que estavam com Jesus, eram “marinheiros” experientes e deveriam estar acostumados com cenários semelhantes ao que estavam precisando, mas ao ver Jesus, ficaram apavorados e gritavam de medo. Consegue imaginar esta cena?
• A resolução que Pedro trás para esta situação é brilhante e tem muito para nos ensinar.
• Quando Pedro avista Jesus, ele poderia pedir as mais diversas demonstrações de poder para provar que era realmente Jesus que estava ali, como por exemplo:
• Ele poderia ter pedido para Jesus acalmar a tempestade,
• Poderia clamar para Jesus parar o vento,
• Tornar a noite em dia e etc...
• Mas não, Pedro em sua mente diz: Senhor se é o Senhor, eu não preciso que você prove quem você realmente é para mim, mas eu quero que o Senhor prove quem EU realmente sou em tí... Me chama ao seu encontro e me faça andar sobre as águas. Uaaaau!, que coragem e demonstração de fé viva de Pedro neste instante.
• É muito fácil clamar a Deus e pedindo socorro para que Ele realize um milagre ou o sobrenatural sobre nós, mas dificilmente pedimos para Ele nos envolver naquilo que parece impossível.
• A nossa percepção de quão grande Ele é aumenta quando nos envolvemos naquilo que Ele quer operar em nossas vidas.
• Quando vemos Ele realizar algo, percebemos que ele é Deus...
• Mas quando nos envolvemos naquilo que Ele realiza, a NOSSA VISÃO MUDA...
• Quando você se envolve na experiência a SUA VISÃO É TRANSFORMADA.
• Muitas vezes cansamos de pedir a Deus para que Ele realize um milagre em nossas vidas enquanto o tempo todo o desejo do Pai é que você e eu sejamos parte do milagre que Ele quer realizar em nossas vidas.

2. DEIXE A SIMPLICIDADE DE JESUS TE SUPREENDER
• "Venha", respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de Jesus. (v. 29).
• Jesus poderia ter dado uma resposta muito complexa a Pedro, ou até mesmo poderia ter feito uma série de sequencias sobrenaturais para que Pedro também andasse sobre a água.
• Mas não... A resposta de Jesus é tão simples que parece ser irreal: “Pedro, venha”.
• Aquele que anda lado a lado com Jesus enxerga o sobrenatural até nas coisas mais simples.
• Ele com certeza vê grande milagres e o impossível acontecer, mas principalmente, ele enxerga o sobrenatural na simplicidade de Jesus.
• Quem é obediente/fiel na simplicidade reinará sobre a complexidade!
• O impossível é um limite que todo cristão tem o chamado para romper, porém uma das etapas para se chegar lá é entender que Deus usa da simplicidade como um processo para abrir os nossos olhos espirituais.
• Eu gosto do impossível porque lá a concorrência é menor.

3. DESAFIE SEUS MEDOS E SUAS DÚVIDAS
• Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: "Senhor, salva-me!". Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: "Homem de pequena fé, porque você duvidou?". Quando entraram no barco, o vento cessou. Então os que estavam no barco o adoraram, dizendo: "Verdadeiramente tu és o Filho de Deus". (vs. 30-33).
• O fato de Jesus ter repreendido Pedro por ter afundado mostra que Jesus considerava Pedro o verdadeiro responsável por se manter sobre as águas e não Deus, pois seria injusto que Jesus o repreendesse por isso quando quem estava no controle do que estava acontecendo não era Pedro e sim o próprio Deus.
• Deus é Deus... Ele pode sim optar por realizar absolutamente tudo de maneira individual, mas o que mais nós vemos na bíblia são histórias onde a FÉ do indivíduo foi o ponto determinante para que o sobrenatural acontecesse em sua totalidade.
• Durante o processo de construção da nossa fé, pode acontecer de duvidarmos e isto pode significar no processo de “afundar”.
• Mas uma coisa que precisamos definitivamente entender, é que o afundar não significa ser o fim da linha!
• Significa mais uma oportunidade para nos levantarmos para andar novamente sobre as águas.
• Após tirar Pedro da água, Jesus perguntou: Pedro, Por que duvidaste?
• Um fato interessante é que após tirar Pedro daquela situação onde ele se encontrava, eles tiveram uma conversa sob a água… não enquanto Pedro estava se afogando e nem quando eles entraram no barco, mas quando eles estavam sob a água.
• Isto nos ensina que mesmo duvidando, somos chamados para andar sobre o impossível.
• A queda muitas vezes serve para enfatizar o grande milagre que Deus está proporcionando...
• As vezes o grande milagre é o levantar, pois quando levantar você assim como Pedro estará andando sobre o impossível.

CONCLUSÃO
• Em todos os aspectos existem pessoas bem-sucedidas sem Jesus...
• Mas veja… vamos olhar para história: Existem apenas 2 pessoas em toda a história que andaram sobre as águas… Pedro e Jesus…
• Mas olhe… Jesus pode andar sobre as águas sem Pedro, mas PEDRO NÃO PODE ANDAR SOBRE AS AGUAS SEM JESUS.
• Eu quero viver de “caminhadas de volta” como Pedro viveu naquele momento.
• Eu não quero viver como aqueles discípulos do barco que apenas viram o milagre acontecer.
• Ou só puderam contar aquele milagre por que viram ou ouviram falar.
• Eu quero ser a pessoa que chega no seu limite para ir de encontro a Jesus, e ter tido a oportunidade de viver uma caminhada de volta ao barco para poder contar;
• Jesus olhou para eles e respondeu: “Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis”. (Mateus 19:26).
• Não tenha medo de afundar quando você vive por fé, por que quando você falhar/cair (e você realmente vai).
• Jesus irá te levantar e irá caminhar contigo, não em vergonha, não em medo.
• Você não vai voltar a mesma pessoa que foi em direção a Ele.
• Por que mesmo quando você falha tentando, Ele nos transforma e nos molda até a terra firme;
Sobre o autor
Generic placeholder image
Eneas Araújo
Gostaria de receber novidades sobre os estudos em seu email?